ENGUIA VAI ESTAR À MESA EM MARÇO EM SALVATERRA DE MAGOS

Para além da gastronomia, decorre ainda a terceira edição da Feira Nacional de Artesanato e de Produtos Tradicionais.

De 28 de Fevereiro a 31 de Março a enguia volta a ser o prato forte no concelho de Salvaterra de Magos com a realização de mais uma edição do Mês da Enguia. Enguias fritas com arroz de feijão, ensopado de enguias, caldeirada de enguias ou enguias grelhadas são algumas das várias formas de cozinhar o petisco e que vão constar nas ementas dos 20 restaurantes que aderiram ao Mês da Enguia: Dom Roberto, O Escaroupim, A Casinha, Casa João da Quinta, A Tasquinha do Marujo, Preto & Branco, Tasca e Zé do Moinho (todos em Salvaterra de Magos), O Pinto, Zé da Marreta, O Bom Garfo, Flor da Vila, O Canto do Vaz, O Cantinho de Marinhais e Vieirinha de Marinhais (todos em Marinhais) e Tira Picos, Adega da Rosa, Cantinho do Ribatejo e Parque Real – Café Snack-Bar (os quatro em Foros de Salvaterra).

Para além da gastronomia, decorre ainda a terceira edição da Feira Nacional de Artesanato e de Produtos Tradicionais que vai contar novamente com uma centena de expositores.

O certame vai ter lugar no Pavilhão Inatel em Salvaterra de Magos, onde tem lugar grande parte da animação musical com destaque para os espectáculos de Artur Agostinho e os Terra Minhota, no dia 29 de Fevereiro, Mónica Sintra, no dia 7 de Março, os Filhos da Nação, no dia 14 e a dupla Luca e Mateus, no dia 28. O stand-up comedy com Francisco Menezes sobe a palco no dia 21. Durante o mês actuam ainda os dez ranchos folclóricos do concelho, bandas filarmónicas e marchas populares.

O certame dinamiza ainda passeios a cavalo e de barco, quatro exposições (Salvaterra a Preto e Branco, Ana Batista: 20 anos de Alternativa, Porfissões D’Antigamente… O Ferreiro e a Peixeira), o 12.º Festidance, a 12.º edição do Festival das Sopas e Pão Caseiro (Marinhais) e a 20.º edição dos 12 km de Salvaterra e 2.º Mini-Prova Professor António Lopes. Estão ainda garantidas várias demonstrações de colectividades locais e acções culturais e desportivas.

“O Mês da Enguia já se estendeu para além do território do concelho e da região, superando em cada ano que vai passando o número de visitantes”, destaca o presidente do município, Hélder Esménio (PS) durante a apresentação do certame no Edifício do Cais da Vala, em Salvaterra de Magos.

Para o presidente do Turismo do Alentejo e Ribatejo, Ceia da Silva, o Mês da Enguia é mais do que um evento, é um investimento para o concelho. Relembrou ainda quando foi fazer há quatro anos a abertura da Quinzena das Enguias em Benfica do Ribatejo, juntamente com o presidente da Câmara de Almeirim, Pedro Ribeiro. Na altura, conta, a presidente da Junta de Freguesia de Benfica do Ribatejo admitiu que não gostava de enguias e pediu costeletas de porco. “Foi quando aproveitei para tirar uma fotografia em tom de brincadeira”, revela Ceia da Silva, dizendo que subscreve por completo os eventos associados aos produtos endógenos.