GAMBÚSIA

GAMBUSIA HOLBROOK

Alimentação – Invertebrados aquáticos

Espécie exótica

Família: Poeciliidae

Distribuição Global: Originária das bacias hidrográficas da costa atlântica da Améria do Norte. Foi introduzida em mais de 30 países para combater o paludismo. Na Europa existe em França, Itália, Espanha e Portugal.

Morfologia: Espécie de reduzidas dimensões (inferior a 20 cm), com barbatana caudal homocerca e abertura bocal dorsal com a maxila inferior proeminente. Os machos apresentam na barbatana anal com o 3º e 5º raios transformados em órgão copulador. Corpo é acentuadamente mais estreito para trás da barbatana anal. As fêmeas geralmente são de maiores tamanhos que os machos e com o ventre mais dilatado.

Nativa: Não

Migração: Não

 

Longevidade: 4 anos (fêmeas) e 2 anos (machos)

Comprimento: Até 7 cm

Época de reprodução: Abril a Outubro.

Habitat geral: A gambúsia vive em troços de águas lentas e temperadas, com abundante vegetação e altitude abaixo dos mil metros. Suporta águas muito contaminadas, elevadas temperaturas e baixos valores de oxigénio.

Alimentação: Esta espécie consome pequenos animais aquáticos - zooplâncton, nomeadamente copépodes, cladóceros, ostrácodes e rotíferos, afídeos, colêmbolos, isópodes, anfípodes e adultos de dípteros. A gambúsia alimenta-se também de hemípteros, himénopteros e aracnídeos.

zona de origem